A ECONOMIA DOS RÓTULOS AUTOADESIVOS

Reduzindo custos através de Rótulos Autoadesivos

Por Thomaz Caspary

As empresas de todos os setores industriais que tem por objetivo ter sucesso no mercado necessitam alinhar seus programas de embalagem e de qualidade, focando os clientes e melhorando seus custos. O produto deve ter qualidade, desde a matéria prima, custo de produção e naturalmente focando também o projeto de suas embalagens incluindo neste item, os custos de produção, estocagem e logística de distribuição. A necessidade de inovações se evidencia em todos os processos. O produto e sua embalagem estão tão inter relacionados que não podem mais ser considerados um sem o outro. O produto não pode ser planejado separado da embalagem, que por sua vez, deve ser definida com base na logística de distribuição, aliada a engenharia de embalagem, marketing, comunicação, legislação, custos e concorrentes.

Assim, a nova realidade do mercado exige que as empresas dispensem o máximo de atenção quanto ao controle de qualidade e custos da embalagem de seus produtos. Quando falamos em redução de custos através do uso de Rótulos Auto-Adesivos ou mesmo In Mold Labels ou Sleeves, referimo-nos principalmente na economia da embalagem Master de polímero rígido ou semi-rígido, ou vidro, ou ainda metal ou compostos. Com a utilização de Rótulos de qualquer tipo, poderemos utilizar uma mesma embalagem para vários produtos, economizando os moldes para sua fabricação, reduzindo os estoques dentro de nosso almoxarifado, ou mesmo em caso de encomenda de embalagens “on-demand”, o espaço ocupado pela rotulagem diminui em relação à embalagem rígida, reduzindo os custos de material, mão de obra e estocagem. Além disso, o desperdício de embalagens não utilizadas, cai praticamente a “zero”.

Um outro item que é importante, principalmente para a indústria de alimentos, farmacêuticos e veterinários, higiene e limpeza bem como, agrotóxicos, químicos e derivados, é o custo da rastreabilidade, que através do uso de rotulagem devidamente identificada, permite a qualquer momento, obedecer às rígidas normas da OMS. A Organização Mundial de Saúde estima que as enfermidades causadas por alimentos e outros produtos contaminados ou com data de validade superada, constituem um dos problemas sanitários mais difundidos no mundo. A crescente industrialização e necessidade de identificação dos produtos fazem dos rótulos auto-adesivos, um fator de redução de riscos e, portanto também de custos, não só para os fabricantes dos produtos, más e principalmente para os órgãos mundiais de saúde, reduzindo a taxa de risco e maior contaminação de pessoas. Outro fator está relacionado às mudanças no estilo de vida e hábitos alimentares. Porém, observa-se também o aumento da consciência do consumidor em todo mundo e principalmente no Brasil, sobre a segurança alimentar, conteúdo dos produtos de qualquer natureza, bem como sua validade para consumo.

READ  POR QUÊ INVESTIR EM EMBALAGEM?

Muito mais do que uma imagem que exibe uma ampla variedade de produtos, os rótulos auto-adesivos são mais do que parte integrante da embalagem, representando um diferencial perceptível aos olhos dos consumidores. No entanto, o custo-benefício da utilização deste tipo de visualização e identificação do produto é muito grande. Falamos aqui da redução de perdas na produção ou envasamento do produto, no produtor de alimentos, agroquímicos ou mesmo de higiene e limpeza, com relação a repetidas paradas de máquina, por causa de rótulos convencionais de papel. Ainda, sem menosprezar o uso de latas litografadas, a economia que poderá ser feita, mudando-se as latas litografadas para outro material no caso de baixas quantidades, aplicando-se rótulos auto-adesivos, certamente trará uma boa economia para o fabricante do produto envasado.

Dos cerca de 20 mil produtos expostos nas prateleiras de Hipermercados, Farmácias e Lojas de Conveniência em Postos de Gasolina, estima-se que menos de 8% possuam propaganda na mídia (TV, revistas, outdoors, etc). Daí a necessidade de atrativos visuais da embalagem, dos quais o rótulo auto-adesivo é um dos meios de grande importância a baixo custo e que acaba tornando-se uma espécie de vendedor silencioso. A globalização promove uma oferta cada vez maior de produtos de todos os continentes, sendo que existe hoje em dia a exigência por parte da população da qualidade e do preço. A indústria de rótulos auto-adesivos, sleeves e in mold labels, por sua vez, não é exceção. À medida que aumentam as exigências de qualidade e redução de custos de seus clientes, cresce igualmente a necessidade de fazer rótulos mais adequados, convenientes e competitivos. Em função destes fatores é que a indústria de Rótulos e Etiquetas auto-adesivas se preocupa constantemente com a viabilização do uso de seus produtos, junto ao cliente final, oferecendo um material com custo-benefício adequado, dando ao cliente, suporte para a visualização da redução de seus custos, não só da embalagem, como também dos custos operacionais e de logística do cliente.

READ  O QUE É FLEXOGRAFIA?

Na área de embalagens de vidro, que apresentam vantagens em relação ao apelo ecológico por serem 100% recicláveis, temos o problema do peso das mesmas, principalmente naquelas usadas nas indústrias de alimentos e bebidas. A tendência futura é a de desenvolver vidros e garrafas mais leves e resistentes a um custo bastante competitivo. Uma das vantagens da embalagem de vidro é o aumento de seu impacto visual, no caso de muitos alimentos, podendo com isso contribuir com um aumento das vendas com relação às demais opções de embalagem. Com relação à decoração destes recipientes, muitos ainda são decorados com gravação cerâmica (Applied Ceramic Label – ACL) e naturalmente com rótulos de papel. Existe hoje a tendência de substituição de ACL, por impressão com tintas atóxicas curadas com ultravioleta. Tradicionalmente, principalmente em produtos de altíssimo consumo como a cerveja, por exemplo, o rótulo por questões de custo e por ser uma garrafa retornável e reutilizada, é feito em papel.

Contudo, observa-se a substituição gradativa do vidro por PET, além do que, mesmo em vidro para produtos alimentícios, como em frascos de cosméticos em polímeros está sendo utilizado cada vez mais o rótulo auto-adesivo do tipo “No Label Look” ou seja, “não parece rotulado”. Esta forma de rotulagem dá ao consumidor final, a impressão de que as embalagens embora ricamente decoradas não possuam rótulos, pois são de fundo transparente e com adesivos especiais praticamente imperceptíveis. Para muitos fabricantes de cosméticos, higiene e alimentos, o uso deste tipo de rótulo auto-adesivo melhora a performance de vendas de seu produto, praticamente não influindo no preço de venda.

No segmento de decoração da embalagem, os esforços das empresas convertedoras também têm se voltado para melhorias dos processos e redução de custos na cadeia produtiva própria e de seus clientes. Ainda pouco usado no Brasil, o In Mold Label é um processo que consiste em inserir um rótulo no molde, no momento da injeção ou sopro da embalagem.

O IML (In Mold Label) consiste basicamente na colocação de uma ilustração ou rótulo de BOPP ou outro polímero especial dentro de um molde de injeção ou de sopro, produzindo uma peça moldada, identificada ou decorada, sem a necessidade posterior de colocação de rótulo auto-adesivo, impressão em silk-screen ou mesmo gravação. Esse rótulo deve ser introduzido na embalagem através de equipamento desenvolvido para esse fim, obtendo-se assim maior rapidez, precisão e diminuindo-se os riscos de acidentes.São vários segmentos do mercado que podem usufruir dessa tecnologia, dentre eles o alimentício, cosmético, brinquedos, entre outros, assim como produtos domésticos injetáveis e embalagens de sopro.

READ  CRIANDO PARA FLEXOGRAFIA

O sistema in mold é opção de decoração tanto para os frascos de grande volume ou em formato irregular. Pode ser impresso em diversos sistemas gráficos, com excelente apresentação, e apresenta grande resistência ao manuseio do consumidor. Existe o paradigma de que o in mold é caro, mas os benefícios da cadeia produtiva e do produto final não são considerados. Já na área de auto-adesivos, novos materiais têm contribuído para a redução de custos, com a diferenciação de seus produtos, utilizando películas auto-adesivas mais nobres tais como os metalizados e transparentes combinados com tintas especiais e enobrecimento com foils.

O mercado brasileiro de rótulo sleeve está a todo vapor, sendo que hoje muitas empresas já empregam este sistema de decoração para embalagens. O sleeve (luva) tem como principal atributo o alto poder de retração (dependendo da espessura de seu material) que possibilita envolver por inteiro ou parcialmente, formas ousadas e diferenciadas de embalagens, ampliando o leque de possibilidades de aplicação. Também neste caso, o custo de estocagem de frascos pré-decorados cai por terra, podendo ser usada a mesma embalagem rígida ou semi-rígida para produtos diferentes, bastando para isso trocar o sleeve com uma rápida mudança na linha de envasamento.

Para finalizar, podemos citar ainda na indústria de conversão de auto-adesivos, vários produtos que reduzem drasticamente de forma indireta o altíssimo custo da falsificação ou violação de produtos, principalmente na área de bebidas especiais (vinhos e destilados), cosméticos e indústria química em geral. Trata-se de Rótulos auto-adesivos especialmente desenvolvidos como Lacre Inviolável de difícil confecção por “leigos” e com eficácia já comprovada em diversos segmentos. Ainda para a indústria farmacêutica, temos a possibilidade da fabricação de Rótulos-Bula, que garantem economia na área de embalagem, bem como maior garantia de rastreabilidade dos componentes da embalagem, principalmente no processo interno do laboratório.

Fonte: Revista “O AUTOADESIVO”